terça-feira, 19 de maio de 2015

O PODER DE JESUS SOBRE A NATUREZA E OS DEMÔNIOS

(Lc 8.22-25, 35-39)

A presente lição objetiva demonstrar o poder de Jesus Cristo sobre a criação e sobre os demônios. Ele, o Filho,
estava presente quando da criação de todas as coisas (Jo 1.1-3). Os crentes não adoram um Salvador morto; adoram o
Filho de Deus ressurreto, vivo, todo-poderoso. Enquanto Jesus viveu na terra, Ele mostrou o Seu poder de muitas
maneiras e em várias ocasiões. Nesta lição, vamos estudar algumas passagens nas quais Jesus mostrou o Seu grande
poder. Veremos ainda, a definição da palavra “poder” e estudaremos ainda sobre o domínio de Jesus sobre a natureza e
seu ministério de curas e prodígios.
I – DEFINIÇÃO DA PALAVRA PODER
A palavra poder no grego é “dúnamis”, que significa “força”, “energia”, “habilidade”, “poder”, mas que
normalmente se refere a algum agente de poder ou força capaz de realizar um determinado trabalho. Nosso vocábulo
“dinamite” se deriva desse termo grego; e isso ilustra a natureza da palavra. Tal palavra era usada para indicar
“milagres” e “maravilhas”, isto é, “feitos” que requerem poder extraordinário e sobre-humano (Mt 7.22; 11.20,23;
13.54) (CHAMPLIM, 2004, p. 311). A palavra do grego “dúnamis” ocorre 118 vezes no NT e algumas vezes é usada
sobre o milagre ou sinal propriamente dito (VINE, 2002, p. 449). Já o dicionário Aurélio define poder como: “dispor de
força, autoridade, soberania” (FERREIRA, 2004, p. 1584). As Escrituras nos diz que Jesus tem Todo o Poder. “E
chegando-se Jesus, falou-lhes, dizendo: É-me dado todo o poder no céu e na terra” (Mt 28.18).

Nenhum comentário:

Postar um comentário