terça-feira, 21 de abril de 2015

As tentações de Jesus

Nós observamos o triste exemplo de Eva e sua resposta às tentações do diabo. Neste artigo nós observaremos uma resposta oposta, no exemplo de Nosso Senhor Jesus Cristo e como Ele reagiu à tentação, o que também irá nos ensinar como devemos responder à ela. Assim, começando em Mateus 4:1-3 nós lemos:
Mateus 4:1-3
“Então Jesus foi guiado pelo Espírito ao deserto para ser tentado pelo diabo. E tendo jejuado quarenta dias e quarenta noites, sentiu fome. Chegando então o tentador, disse-lhe: “Se és o Filho de Deus, ordena que estas pedras se tornem em pão.”
veja que o padrão que o diabo seguiu durante as tentações de Jesus, é o mesmo que ele seguiu com Eva em Gênesis quando ele a tentou. Ele novamente tenta desafiar o que Deus disse, e o que era aquilo que Jesus era o Filho de Deus (Mateus 3:17). O diabo não sabia que Jesus era o Filho de Deus? Claro que sabia? Mas o foco da tentação era fazer Jesus duvidar de sua verdadeira identidade. Como Jesus respondeu ao diabo? O versículo 4 nos diz:
Mateus 4:4
“Mas ele respondeu e disse, ESTÁ ESCRITO que nem só de pão viverá o homem, mas de toda a palavra que sai da boca Deus.”
Para encarar a tentação Jesus sabia que o que ele precisava era da Palavra de Deus. Olhe o quão afiado Ele foi: Suas primeiras palavras aqui foram “está escrito…” e ele citou a passagem da Bíblia que é relativa a tentação. Foi assim que ele derrotou o diabo e sua tentação e é assim que você e eu podemos derrotá-lo.
Tendo o diabo falhado na primeira tentativa ele passa a uma segunda. E o padrão foi o mesmo:
Mateus 4:5-6
“Então o diabo o levou para a cidade santa, e o colocou sobre o pináculo do templo, dizendo-o, “se você é o Filho de Deus, lança-te daqui abaixo: pois está escrito “Ele dará ordens aos seus anjos ao seu respeito”; e “e eles te sustentarão em suas mãos para que nunca tropece em nenhuma pedra.”
Como a passagem acima esclarece, o diabo também pode fazer uso da Bíblia. Todavia, ele a usa indevidamente. Ele a distorce de forma enganosa e intencional, fazendo interpretações erradas da Palavra de Deus. Então o que ele citou era de fato da Bíblia, de Salmos 91:11-12. Mas então ele enganosamente a interpreta, como se ela fosse de fato aplicável a Jesus para que ele avançasse, tentando a Deus para ver se Ele realmente o salvaria, ao pular do pináculo do templo. É claro que tentar a Deus não estava incluído na extensão da promessa de Salmo 91: 11-12! A reação de Jesus foi novamente bastante aguda:
Mateus 4:7
“Jesus disse ao diabo, “Está escrito, não tentarás ao Senhor seu Deus”
Veja a imediata e direta resposta de Jesus a tentação. Nenhuma oscilação. Nada de “vamos ver… uh…oh…eu acho…talvez…”. Ao invés disso Ele sabia exatamente o que a palavra dizia, interpretou-a corretamente e triunfou sobre as tentações do diabo na segunda vez assim como Ele iria fazer na próxima e última tentação:
Mateus 4:8-9
“Novamente o diabo o levou ao topo de uma montanha, e mostrou a ele todos os reinos do mundo e sua glória; E disse a ele, todas estas coisas eu te dou, se prostrado me adorares.”
Aqui o diabo joga sua última cartada. Ele supostamente daria a Jesus tudo se Ele “apenas” o adorasse. Mas novamente sua tentação falhou terrivelmente, e aqui está o porquê:
Mateus 4:10
“Então Jesus disse a ele, Retira-te Satanás: porque ESTÁ ESCRITO “Adorarás ao Senhor teu Deus e só a Ele darás culto”
Muitas pessoas dizem “Retira-te Satanás” quando sentem sua pressão, presença e tentação. Mas Jesus Cristo não parou aqui. Ele acrescentou: “ESTÁ ESCRITO….”, declarando exatamente o que a Palavra de Deus disse sobre o assunto tentação. O resultado de Sua tática é dada no verso 11:
Mateus 4:11
“Então o diabo o deixou.”
Você acha que o diabo teria deixado Jesus se Ele não o tivesse enfrentado da forma como o fez? Eu acredito que não. Tiago 4:7 diz, que a única forma de se livrar do diabo e resistir a ele.
Tiago 4:7
“Resisti ao diabo e ele fugirá de vós.”
O exemplo de Jesus nos diz que para resistir ao diabo e suas tentações você deve conhecer exatamente a Palavra de Deus e aplicá-la de forma consistente. Eva não fez assim. Os resultados são bem conhecidos. Você e eu devemos determinar o que iremos fazer? Devemos manejar corretamente a Palavra da Verdade independentemente de doutrinas de homens e visões denominacionais ou seguiremos tradições humanas? Até onde Deus está interessado há apenas uma decisão correta: “Procura apresentar-te a Deus aprovado, como obreiro que não tem do que se envergonhar e que maneja bem a palavra da verdade.” (2 Timóteo 2:15)


http://www.jba.gr/

Nenhum comentário:

Postar um comentário